Como Chegar

Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro na Casa Fiat de Cultura

Apresentação

A suntuosidade da prata italiana e o esplendor do ouro brasileiro se encontram na exposição Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro na Casa Fiat de Cultura, que marca a inauguração de sua nova sede no Circuito Cultural Praça da Liberdade, no dia 10 de junho de 2014. A mostra reúne 40 esculturas – sendo 20 em prata, provenientes de importantes museus e coleções da Itália, que apresenta ao público brasileiro a face luminosa da escultura barroca italiana do século XVII. E mais 20 obras policromadas de grandes artistas do Barroco mineiro e brasileiro que traduzem a riqueza histórica e artística do período colonial. Com curadoria italiana de Giorgio Leone e Rossella Vodret e brasileira de Angelo Oswaldo, foram selecionadas obras de artistas dos dois países, para que,– numa mostra inédita, com esculturas peculiares nunca antes reunidas –, Itália e Brasil possam se fundir em emoção única nas vertentes do Barroco, fazendo o espectador entregar-se a uma excepcional viagem no tempo, em que arte, originalidade e beleza unem-se num só movimento. Artistas ourives italianos como Domenico Antonio Ferro, Domenico Capozzi, Filippo Del Giudice, Tommaso Treglia, Michele Pane e muitos outros representam a arte em prata produzida em Nápoles. No século XVII, 70% da prata importada do Novo Mundo pela Espanha eram trabalhados em território napolitano e exportados para toda a Europa. A coleção, em sua maioria vinda do Museo del Tesoro di San Genaro, foi formada a partir de doações feitas por papas, imperadores, reis, rainhas e homens ilustres. Representando o grande momento artístico do ouro no Barroco brasileiro, esculturas de gênios da época, como Aleijadinho, Mestre Valentim e Mestre de Piranga, marcam presença na mostra, de modo a provocar um paralelo entre as duas culturas e um contraste entre dois momentos do Barroco. A exposição Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro na Casa Fiat de Cultura é uma realização da Casa Fiat de Cultura, em parceria com a Base7 Projetos Culturais e Ministério da Cultura, com patrocínio da Fiat Automóveis e apoio do Banco Safra.

Programação Paralela

A cada exposição, a Casa Fiat de Cultura realiza um ciclo de palestras para que o público possa conhecer mais sobre a temática de suas mostras. Com duração entre uma hora e meia e duas horas, elas são ministradas por especialistas da arte de alto nível. No mês de junho, o público poderá conferir palestras dos curadores responsáveis pela mostra Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro na Casa Fiat de Cultura. No dia 10 de junho, às 19h30, os curadores italianos Rossella Vodret e Giorgio Leone apresentam a palestra O Barroco em Prata, em que abordarão o contexto histórico da época, as características do barroco, as riquezas produzidas em Nápoles e a produção em prata de esculturas espetaculares.

No dia 25 de junho, às 19h30, é a vez do curador brasileiro Angelo Oswaldo falar ao público sobre as maravilhas do barroco criadas no Brasil, na palestra O Barroco em Ouro. A abordagem será um comparativo da força da prata em Nápoles e a importância da madeira e do ouro no Brasil, mais precisamente em Minas Gerais. Serão contemplados também os mestres escultures, o contexto cultural da época e o legado da produção artística.

Palestra: Paisagem Sonora de Vila Rica e a música barroca das Minas Gerais Data: 29 de julho – 19h30 Palestrante: Fábio Henrique Viana

Sinopse: O ponto de partida para a palestra é o conceito de paisagem sonora, desenvolvido por R. M. Schafer, entendido como aquilo que o ouvido apreende de um lugar, abrangendo desde os sons da natureza até aqueles produzidos pelo homem. Desse ponto de vista, a música é considerada como o melhor registro de sons do passado, constituindo-se como uma paisagem sonora ideal, que recria na imaginação algo semelhante ao que se verifica na paisagem sonora da época em que foi escrita. A ideia é se aproximar de todo o universo sonoro das pessoas que viviam em Vila Rica e no contexto colonial, bem como de seu imaginário sonoro, o que implica também uma aproximação de seus modos de vida e de perceber o espaço e o tempo.

  Palestra: Barroco: Da Itália a Portugal e Brasil Data: 5 de agosto – 19h30 Palestrante: Marco Elízio de Paiva

Sinopse: O surgimento da arte barroca na Itália como demanda do poder absolutista e das ações católicas contra-reformistas do século XVI; sua implantação e resistência em Portugal durante o reinado de D. João V e sua afirmação no Brasil colonial como instrumento de catequese e poder.

Palestra: Aleijadinho e o aeroplano Data: 12 de agosto – 19h30 Palestrante: Guiomar de Grammont

Sinopse: Trataremos de Aleijadinho como um mito apropriado e reapropriado como evidência histórica em diversos programas da história do pensamento sobre artes e letras no Brasil, tornando-se caso exemplar, vetor do projeto de invenção da “arte brasileira”. Passaremos de Antônio Francisco Lisboa, no século XVIII, ao Aleijadinho da biografia de Bretas no século XIX. Em seguida, temos o reforço da primeira biografia promovido pelo SPHAN no início do século XX, através da busca de provas documentais que pudessem dar consistência ao texto fundador. Paralelamente, a construção do herói híbrido e antropofágico por parte dos modernistas. Trataremos também dos conceitos de originalidade e emulação aplicados às obras de arte.

Palestra: Barroco – da Itália a Portugal e Brasil
Data: 2 de setembro – 19h30
Palestrante: Marco Elízio de Paiva

Sinopse:  O surgimento da arte barroca na Itália como demanda do poder absolutista e das ações católicas contra-reformistas do século XVI; sua implantação e resistência em Portugal durante o reinado de D. João V e sua afirmação no Brasil colonial como instrumento de catequese e poder.

Palestra: O Barroco em Ouro
Data: 3 de setembro – 19h30
Palestrante: Angelo Oswaldo

Sinopse:  O público vai se aprofundar no contexto cultural da época e o legado da produção artística dos mestres escultores, que surgiram nesse ambiente tão favorável à arte sacra. O artista Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, considerado o primeiro a revelar uma expressão brasileira de arte, ao reinventar padrões e atingir um estilo próprio, recebe atenção especial. O público também conhecerá um pouco mais sobre os autores nascidos em Portugal, Xavier de Brito e Vieira Servas, e dos mineiros Mestre de Piranga e Mestre Valentim, que contribuíram para a fortuna artística do século do ouro.

ENTRADA GRATUITA

Educativo

O Programa Educativo é peça fundamental no trabalho de valorização e ampliação do conhecimento proporcionado pela Casa Fiat de Cultura a seu público. Para cada exposição, são idealizados uma temática e um conceito a serem trabalhados em visitas orientadas, oficinas, programação paralela, assessoria ao professor e outras atividades. Na mostra Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro na Casa Fiat de Cultura, o Programa Educativo, que conta com concepção da educadora Rachel Vianna e coordenação da educadora Emmanuela Tolentino, abordará a arte sacra e sua relevância para a época, a representatividade de um período e sua herança na atualidade. Uma equipe de 20 educadores multidisciplinares, incluindo um intérprete em Libras, está à disposição para atender todos os públicos: crianças, jovens, adultos, estudantes das redes pública e privada e grupos como associações e ONGs, dentre outros. O Programa é um dos diferenciais de suas visitas orientadas e um motivo a mais para conhecer a exposição Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro na Casa Fiat de Cultura. Uma novidade para esta exposição é o Encontro com a Terceira Idade, atividade proposta que inclui uma visita orientada à mostra e uma mini-oficina “Paisagem Sonora: Barroco x Outras épocas”. A proposta é passar uma tarde agradável e instigante, conversando sobre a exposição e o ambiente sonoro de diferentes épocas, explorando o repertório musical dos participantes.

Programa Educativo da Exposição Barroco Itália e Brasil – Prata e Ouro

Curadoria educativa: Rachel de Sousa Vianna

Coordenação executiva: Emmanuela Tolentino

Assistentes de coordenação: Juliana Gontijo / Renata Delgado

Agendamento: Luiz Moreira

Educadores: Ana Carolina Ministério, Ana Martha Falabela, Andrea Ratton, Carolina Merlo, Cibele Tietzmann, Clarita Gonzaga, Izabella S. de Lima, Leopoldo Maia, Luiza Nery, Luiza Pacheco, Marinalva Sousa, Marcos Nunes, Morgana Mafra, Tatiane From, Victor H. Lopes, Renata Nery, Renata Sevillano, Themis Lobato, Úrsula Maia, Victor Audi.

Atendimento ao público espontâneo

Os visitantes da Exposição Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro na Casa Fiat de Cultura podem contar com o apoio da equipe de educadores para trocar ideias e responder dúvidas. Aos fins de semana, a Casa Fiat de Cultura preparou uma programação especial que envolve todas as idades. Veja, a seguir, as datas e os horários das atividades:

Visita para famílias e amigos

Ótimo programa para quem vem visitar a exposição e quer trocar ideias sobre as obras com a equipe de educadores. Não é necessário fazer reserva, basta procurar o Balcão do Educativo localizado no hall principal. QUANDO: sábados, domingos e feriados, com início às 10h30, 13h30 e às 16h30.

Oficina de férias para crianças

Através de desenhos e montagens tridimensionais, as crianças poderão explorar de forma criativa o universo de formas e significados do barroco. Para crianças de 6 a 12 anos. A atividade é gratuita, mas é necessário se inscrever com antecedência. Turmas com 08 a 16 participantes. QUANDO: – Turma 1: dias 25, 26 e 27 de junho, de 14h às 18h – Turma 2: dias 9, 10 e 11 de julho, de 14h às 18h

Oficina – Paisagem sonora: Barroco x Contemporâneo

A proposta é imaginar o ambiente sonoro das cidades coloniais mineiras, contrapondo esse cenário com o ambiente contemporâneo. Não é necessário fazer reserva, basta procurar o Balcão do Educativo localizado no hall principal. Turmas com 5 a 16 pessoas. Para adultos e crianças acima de dez anos de idade. QUANDO: sábados, domingos e feriados, de 15h às 16h30

Encontros para a terceira idade

Inclui uma visita orientada à exposição e uma mini-oficina Paisagem Sonora: Barroco x Contemporâneo. Atividade é gratuita, mas é necessário agendar com antecedência. Turmas com 8 a 20 participantes. QUANDO: de terça a sexta-feira, de 14h30 às 17h30

Atendimento a pessoas com necessidades especiais

Os espaços expositivos e demais dependências da Casa Fiat de Cultura possuem acessibilidade para usuários de cadeiras de rodas e pessoas com mobilidade reduzida. Grupos de pessoas com deficiência auditiva podem agendar uma visita orientada com um intérprete de libras. Grupos de pessoas com deficiência visual podem agendar uma oficina Paisagem Sonora: Barroco x Contemporâneo.

Assessoria ao Professor

Após uma visita orientada à exposição Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro, é realizado um fórum de discussão sobre educação patrimonial, em que os participantes podem trocar ideias sobre formas de incorporar questões relativas ao patrimônio material e imaterial na sala de aula. Inscreva-se pelo telefone (31) 3289-8910 ou pelo e-mail agendamento2@casafiat.com.br Turma 1: quinta-feira, dia 24 de julho, de 19h às 21h Turma 2: sexta-feira, dia 1 de agosto, de 15h às 17h30 Turma 3: quarta-feira, dia 6 de agosto, de 10h às 12h Será fornecido certificado ao final de cada encontro.

Reserve já sua participação nas oficinas

Você pode reservar o dia e horário da visita do seu grupo entre terça e sexta-feira, de 9h às 12h e de 14h às 17h horas, no número (31)3289-8910, ou por email agendamento2@casafiat.com.br

Serviço

Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro na Casa Fiat de Cultura De 10 de junho a 7 de setembro de 2014 Visitação: 3ª a 6ª das 10h às 21h | sábados, domingos e feriados das 10h às 18h. Entrada gratuita. Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – Belo Horizonte – MG. Tel. (31) 3289-8900 www.casafiatdecultura.com.br casafiat@casafiat.com.br facebook.com.br/casafiatdecultura Instagram:@casafiatdecultura

Anita Mosca foto de Rodrigo Nunes Lamounier

No dia 18 de julho, Belo Horizonte vivenciará uma noite de cultura e arte com o “Noturno nos Museus”, realizado pela Fundação Municipal de Cultura. Durante o evento, mais de 30 museus e espaços culturais ficarão abertos até mais tarde, com diversas atividades gratuitas. Nessa noite festiva a Casa Fiat de Cultura apresentará, como atração especial, às 19h30, a performance “1799: A Revolução Napolitana”, que conta com direção, dramaturgia e atuação de Anita Mosca e direção musical do cravista Robson Bessa. O espetáculo mistura diferentes linguagens para contar algumas das páginas mais intensas e dramáticas da história do Reino de Nápoles e Duas Sicílias. Ao retratar a revolução napolitana estimula-se um diálogo direto com a exposição Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro na Casa Fiat de Cultura, que conta com 20 obras italianas vindas, em sua maioria, de Nápoles. Durante o “Noturno dos Museus” a mostra estará aberta à visitação até 23h.

De forma singela e ao mesmo tempo marcante, a performance inédita apresenta episódios históricos da revolução napolitana, que tentou implantar uma república em 1799 contra o reinado vigente. Alguns desses momentos revelam a coragem e a nobreza de lutar por dignidade e liberdade; outros contam a covardia e a mediocridade, ao retratar o complexo prisma do ser humano. O espetáculo também associa as revoluções técnicas e estéticas contidas nas sonatas à dramaticidade presente na revolução napolitana, num momento histórico onde lutavam tanto a sociedade quanto os artistas.

Balklänning Robe De Mariée Robe De Mariée Balklänning