Como Chegar

Palestra “O jovem Drummond e a cidade do tédio”

No início da década de 1920, após inesperada decisão familiar, Carlos Drummond de Andrade mudou-se para a cidade de Belo Horizonte, primeira utopia urbanística da modernidade latino-americana. A palestra “O jovem Drummond e a cidade do tédio”, que integra o Ciclo de Palestras da exposição QuasePoema – Cartas e Outras Escrituras Drummondianas na Casa Fiat de Cultura, a ser realizada no dia 10 de dezembro, às 19h30, aborda as tramas culturais, políticas e literárias que mediaram as relações do jovem Drummond e de sua obra com a capital mineira. O professor e escritor Roberto Said é o responsável por fazer o público reviver esse cenário libertador do jovem poeta. A palestra é gratuita e sujeita a lotação do espaço (200 lugares).

O palestrante explica que a reviravolta na vida dos Andrades resultaria em uma espécie de libertação para o futuro escritor. Ele e a nova capital eram praticamente da mesma idade: jovens lançados na tumultuosa corrente do século 20, àquela altura já definitivamente revirado pela Primeira Guerra Mundial e pela Revolução Bolchevique. “O novo mundo, tal como os cinematógrafos de então, prometia-lhes imagens irresistivelmente sedutoras. De fato, em Belo Horizonte, Drummond experimentou, conforme depoimento próprio, sua ‘vida mais profunda’. Afinal foi o período das grandes amizades, da vadiagem rebelde, da formação intelectual e literária e, especialmente, de seus primeiros escritos”, acrescenta Roberto Said.

Antes de publicar seu primeiro livro, o jovem Carlos produziu uma numerosa e heterogênea série de textos composta por poemas em prosa e em verso, crônicas, resenhas, aforismos e ensaios críticos. Leitor voraz, ele exercitou sua veia crítica, transitando por diversos gêneros e saberes. Seus escritos abarcavam desde os clássicos da cultura ocidental até as produções mais recentes da literatura brasileira, passando ainda pelas novidades cinematográficas e pelos eventos marcantes do cotidiano e da política, tanto no âmbito interno quanto no externo.

Com o intuito de proporcionar ao público ampla identificação com o escritor mineiro, a Casa Fiat de Cultura organizou um Ciclo de Palestras com estudiosos sobre sua obra e personalidade. Todas as palestras são gratuitas e realizadas às 19h30.

O palestrante

 

Professor de Teoria da Literatura da Universidade Federal de Minas Gerais. Graduação em História (UFMG,1996); Mestrado em Teoria da Literatura (UFMG, 2002) e Doutorado em Literatura Comparada (UFMG, 2007). Realizou estágio de Doutorado na Universidade de Buenos Aires (UBA, 2004). Concluiu pesquisa de Pós-Doutorado (UFMG, CNPQ, 2008) . Experiência na área de Letras, História e Cultura brasileira, com ênfase em Teoria da Literatura, Literatura brasileira, História e memória cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: Literatura comparada, poesia contemporânea, literatura e filosofia, literatura e cinema, arquivos e acervos literários, estudos biográficos. Autor de Angústia da ação: poesia e política em Drummond (2005); Margens teóricas (2010); Jacques Derrida: entreatos de leitura e literatura (2014).

Serviço

 

Palestra “O jovem Drummond e a cidade do tédio

10 de dezembro, às 19h30

Palestrante: Roberto Said

Entrada Gratuita

Espaço sujeito à lotação (200 lugares)

Casa Fiat de Cultura

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG.

Horário de funcionamento: terça a sexta, das 10h às 21h – Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

 

Informações

(31) 3289-8900

www.casafiatdecultura.com.br

casafiat@casafiat.com.br

facebook.com.br/casafiatdecultura

Instagram:@casafiatdecultura

www.circuitoculturalliberdade.com.br

Balklänning Robe De Mariée Robe De Mariée Balklänning