Como Chegar

Música na Capela

CASA FIAT DE CULTURA APRESENTA PROGRAMAÇÃO MUSICAL

NA CAPELA DE SANTANA

Série de concertos musicais será inaugurada durante a programação da Virada Cultural de Belo Horizonte

A música de um dos mais antigos corais de Belo Horizonte ganha voz em um dos tesouros da arquitetura modernista da capital mineira, a Capela de Santana. A Casa Fiat de Cultura, além de apresentar importantes exposições, dá início, no domingo da Virada Cultural, 13 de setembro, às 11h, ao programa “Música na Capela”. O concerto, gratuito, regido pelo maestro Marco Antônio Maia Drummond, é uma parceria da Casa Fiat de Cultura com o SESI MG.

Segundo o maestro Marco Antonio Maia Drummond, a ideia é apresentar um repertório eclético no decorrer dos concertos. “O público irá conferir desde obras do repertório clássico até canções populares do folclore brasileiro, fazendo dos concertos uma oportunidade para que as famílias possam apreciar a música de forma completa”, explica o maestro.

Nessa primeira apresentação, o público terá a oportunidade de ouvir um variado repertório de clássicos como  S’io ti vedess, de Lassus, Ave Maria, de T. L. da Victoria, Aria da Suíte nº 3, de J. S. Bach, Cancioneiro de Upsala, de Teresica, e de músicas populares como Amo-te muito, de J. Chaves, Pim-Pam-Pum, de O. Toralez e Apanhei um resfriado, J. Cascata, além de obras do folclore Israelita – Nigun, tradição judaica – Lied – e pot-pourri de cirandas brasileiras.

A Capela de Santana foi aberta ao público pela Casa Fiat de Cultura no início deste ano. Nela vem sendo realizadas celebrações religiosas, com missas sempre aos sábados, às 11h. A série “Música na Capela” possibilitará, agora, que este espaço acolha também o público que gosta de música ou quer desenvolver o lado musical, ampliando também as opções culturais na Praça da Liberdade, reunindo arte, música e novos conhecimentos em um só lugar. A Casa Fiat de Cultura já realizava ações com o objetivo de formação de público musical no Belvedere e tem, agora, a oportunidade de dar continuidade a esse programa em sua nova sede.

O presidente da Casa Fiat de Cultura, José Eduardo de Lima Pereira, explica que o projeto do arquiteto Gilson de Paula, que resultou na construção da Capela de Santana, deu muita atenção aos aspectos acústicos fazendo-a um espaço muito adequado para a música de câmara e coral. “Essas características têm sido utilizadas nas celebrações semanais da missa com a música litúrgica. Estendemos agora essa utilização com o Coral Sesiminas e o Quinteto de Cordas da Orquestra de Câmara Sesiminas, dando início à série de concertos que fará parte da programação permanente da Casa Fiat de Cultura”, completa.

A cada mês, um novo concerto será exibido ao público.  O Coral se apresenta novamente nos dias 10 de outubro e 20 de dezembro. O grupo de Cordas da Orquestra de Câmara Sesiminas no dia 22 de novembro.

Maestro Marco Antonio Maia Drumond

Nascido em Belo Horizonte, aos cinco anos de idade Marco Antonio começou a estudar música com a educadora Célia Flores Nava. Em 1960, ingressou no curso fundamental de violino da Universidade Mineira de Arte – hoje, Escola de Música da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) –, onde frequentou a classe do professor Gabor Buza. Em 1974, foi admitido no curso de graduação em Regência da Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), estudando sob a orientação do maestro Arthur Bosmans. Paralelamente, continuou o curso de violino com seu antigo professor.

Em 1981, obteve bolsa do governo polonês e seguiu para Varsóvia, onde realizou curso de pós-graduação em regência operística na Academia de Música Frederyk Chopin, estudando sob a orientação do maestro Henryk Czyz. Em 1983, em Weimar, frequentou curso de regência sinfônica com o maestro Kurt Mazur. De volta ao Brasil, assumiu, em 1986, a direção artística do Madrigal Renascentista e organizou a Orquestra de Câmara Sesiminas, da qual é regente até os dias hoje. Retornou à Polônia em duas oportunidades para dirigir orquestras como as Filarmônicas de Walbrzych (1986) e de Szczeczyn (1992).

Coral SESIMINAS

Um dos mais antigos e tradicionais corais de Belo Horizonte, o Coral SESIMINAS carrega uma história que permeia com a própria tradição coral do estado de Minas Gerais. Desde a sua fundação em 1953, o Coral atua no cenário artístico-cultural da comunidade industrial, levando ao público entretenimento e, principalmente, fortalecendo a cultura. Atualmente, o grupo é regido pelo Maestro Marco Antônio Maia Drumond e apresenta um repertório rico com obras que vão da Idade Média até o popular e folclórico.

Capela de Santana

Localizada no pátio posterior da Casa Fiat de Cultura, a Capela de Santana foi construída no final dos anos 1950, por iniciativa da então primeira-dama do Estado, Francisca Tamm Bias Fortes, esposa do Governador José Francisco Bias Fortes, conhecida como Dona Queridinha. A dedicação a Santana, como sua padroeira, se deve ao fato de que, nos remotos dias do Curral Del Rei, existira nas proximidades da atual Praça da Liberdade uma capela com a mesma invocação, cuja imagem, considerada milagrosa, foi conservada e passou a ser venerada em igreja construída no bairro da Serra, em 1931. A nova capela foi projetada pelo arquiteto Gilson de Paula e sua execução esteve a cargo dos engenheiros Afonso Ferreira de Castro e Arduino Comini Filho.

Em 26 de julho de 1957, dia de Santana, foi lançada a pedra fundamental da nova capela, com a presença do presidente da República, Juscelino Kubitschek de Oliveira, do Governador do Estado, José Francisco Bias Fortes, do Ministro da Educação, Clovis Salgado e de outras autoridades. A inauguração se deu em oito de dezembro de 1958, com uma grande solenidade que contou com a presença das autoridades citadas e de Dom Geraldo Maria de Morais Penido, representando o arcebispo metropolitano Dom Antonio dos Santos Cabral; Dom Helvécio Gomes de Oliveira, Arcebispo de Mariana; Dom José de Medeiros Leite, Bispo de Oliveira e Dom Manuel Nunes Coelho, Bispo de Luz. Abrilhantaram a solenidade Guarda de Honra do Palácio e a Banda de Música do Batalhão de Guardas.

Serviço
Música da Capela de Santana
Dia 18 de Outubro, domingo, às 11h

Coral Sesiminas
Maestro Marco Antonio Maia Drummond

O. Lassus – S’io ti vedess’ (1’)
T. L. da Victoria – Ave Maria (2’)
Cancioneiro de Upsala – Teresica (3’ 10’’)
J. S. Bach – Aria da Suíte nº 3 (5’)
Folcl. Israelita – Nigun (2’ 20’’)
Trad. Brasileira – Autores desconhecidos (Pot-Pourri)
J. Chaves – Amo-te muito (3’)
Trad. Judaica – Lied (2’)
O. Toralez – Pim-Pam-Pum (3’)
J. Cascata – Apanhei um resfriado (4’)

Casa Fiat de Cultura
Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG.

Espaço sujeito à lotação (80 lugares)

Informações
(31) 3289-8900
www.casafiatdecultura.com.br
casafiat@casafiat.com.br
facebook.com.br/casafiatdecultura
Instagram:@casafiatdecultura
www.circuitoculturalliberdade.com.br

Balklänning Robe De Mariée Robe De Mariée Balklänning