Como Chegar

Conversas Ítalo-Brasileiras com Sergio Givone

O filósofo e professor de estética da Universidade de Florença, Sérgio Givone, considerado um dos grandes pensadores sobre niilismo da atualidade, é o próximo convidado das Conversas Ítalo-Brasileiras, no dia 12 de maio, às 19h30, na Casa Fiat de Cultura. Com a conferência “Niilismo e Terrorismo”, Givone estabelece a relação existente entre o niilismo, o terrorismo e o pensamento trágico. A palestra é uma realização da Casa Fiat de Cultura em parceria com o Consulado da Itália em Belo Horizonte e o Instituto Italiano de Cultura de São Paulo e faz parte das Conversas Ítalo-Brasileiras, programação que integra as atividades da Casa Fiat de Cultura no Ano da Itália na América Latina. A palestra, gratuita, terá tradução simultânea e está sujeita à capacidade do espaço (250 lugares).

Para o palestrante, o niilismo, embora identificado com o pensamento de Nietzsche, não tem nada a ver com a dissolução da verdade presente na morte de Deus, mas sim com sua restauração. A restauração da verdade como absoluta, colocada por meio da ciência, estabelece também uma aproximação do homem a Deus. A potenciação do discurso único da verdade como o único a valer potencializa, por sua vez, o desencanto e o desespero – como ocorre com os personagens terroristas de Dostoievski – e, além disso, coloca à margem as vozes dissonantes, destinadas a emudecer.

O filósofo explica que, ao matar Deus, o niilismo também mata o mal, mas este não deixa de atuar como mal, entrando apenas na ordem natural das coisas. Desaparecida a ideia do mal, desaparece ao mesmo tempo aquela de culpa: tanto a ideia fundada no pensamento trágico grego quanto a fundada no pensamento trágico do Cristianismo. Todo esse raciocínio tem origem numa importante omissão do niilismo e “mais importante que aquilo que o niilismo diz é aquilo que o niilismo não diz. Para realizar seu projeto de reconciliação com a mortalidade e a finitude, o niilismo cala sobre um ponto decisivo: o escândalo do mal”, ressalta Givone.

Sergio Givone
Formou-se em Turim com Luigi Pareyson, lecionou em Perugia, Turim e Florença onde, atualmente é docente de estética na Faculdade de Letras e Filosofia. Em 1982-83 e em 1987-88 foi Humboldt-Stipendiat junto à Universidade de Heidelberg. Alguns de seus trabalhos versam sobre a obra de Dostoievski, em uma releitura sob a ótica do problema do niilismo europeu. Desta reflexão nasce, também, sua pesquisa sobre a história do nada e suas implicações em relação a um novo pensamento trágico. Escreveu também romances, em que aparece uma forte presença da filosofia e a marca da literatura russa. Colabora com o jornal italiano Repubblica. Em 4 de julho de 2012 foi nomeado Secretário da Cultura da cidade de Florença

Serviço
Conversas Ítalo-Brasileiras
Niilismo e Terrorismo
Sergio Givone
12 de maio, às 19h30

Entrada Gratuita

Palestra com tradução simultânea

Espaço Multiuso da Casa Fiat de Cultura
Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG
4º andar
Espaço sujeito à lotação (250 lugares)

Informações
(31) 3289-8900
www.casafiatdecultura.com.br
casafiat@casafiat.com.br
facebook.com.br/casafiatdecultura
Instagram:@casafiatdecultura
www.circuitoculturalliberdade.com.br

Balklänning Robe De Mariée Robe De Mariée Balklänning