Como Chegar

MÚSICA NA CAPELA: CORAL SESIMINAS

CASA FIAT DE CULTURA DÁ INÍCIO A SÉRIE DE CONCERTOS NA NOVA EDIÇÃO DO “MÚSICA NA CAPELA”

Com canções do campo erudito, popular e folclórico grupos musicais se apresentam na Capela de Santana de março a novembro

A Capela de Santana, localizada nos jardins da Casa Fiat de Cultura, volta a ser palco do “Música na Capela”, programa que há dois anos realiza apresentações de música clássica e popular aos domingos pela manhã, uma vez ao mês. No primeiro concerto deste ano, a ser realizado no dia 26 de março, às 11h, o público poderá apreciar um dos mais antigos corais de Belo Horizonte, o Coral Sesiminas. Sob regência do maestro Marco Antonio Maia Drumond, o Coral traz repertório para todos os gostos e idades. O concerto, gratuito, é uma parceria da Casa Fiat de Cultura com o SESI MG.

Repertório

Com obras do período renascentista, passando pelo colonial mineiro, pelo romantismo, pelo folclore brasileiro e internacional, bem como a MPB, o Coral Sesiminas oferecerá ao público uma programação diversificada e de alta qualidade. O programa é aberto com a obra sacra Domine Jesu, de Manoel Dias de Oliveira, compositor mineiro dos séculos XVIII e XIX. Na sequência, o Coral Sesiminas interpreta peças da renascença francesa, Revecy venir du printemps, de Claude le Jeune, e espanhola, Teresica e Ave Maria, de T. L. Victoria.

O repertório conta, ainda, com a execução de duas peças de cunho religioso: Tantum Ergo, de Bruckner e Ruf zur, de Brahms. E, para encerrar a parte erudita, o grupo interpretará uma das mais consagradas páginas da música coral: Alleluia, de Randall Thompson. A parte mais popular inicia-se com o hino da amizade, a Canção da América, de Milton Nascimento. A partir daí, alternam-se músicas folclóricas de diversos países e obras pertinentes ao cancioneiro folclórico nacional. O programa é finalizado com Lata d’água, de Jota Júnior e Luiz Antônio. A duração do concerto será de 60 minutos.

Mensalmente um novo concerto será exibido ao público por meio do “Música na Capela”. As próximas apresentações serão nos dias 30 de abril (Coral Musicanto), 21 de maio (Coral de Cobras), dia 25 de junho (Grupo de Câmara Sesi), 20 de agosto (Coral Sesiminas), 17 de setembro (Coral de Cobras), 22 de outubro (Coral Musicanto) e 12 de novembro (Grupo de Câmara Sesi).

“Há dois anos, a Casa Fiat de Cultura realiza o programa ‘Música na Capela’, com apresentações que buscam ampliar o conhecimento e a formação do público. Para este ano, consolidamos a programação, com a participação de mais grupos, de maneira a oferecer uma temporada de concertos diversa”, ressalta o presidente da Casa Fiat de Cultura, José Eduardo de Lima Pereira. Desde setembro de 2015, foram realizados oito concertos, que atraíram cerca de mil pessoas ao espaço intimista da Capela de Santana.

O programa Música na Capela é uma realização do Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Casa Fiat de Cultura, com patrocínio da Fiat, Banco Fidis, Fiat Chrysler Finanças, CNH Industrial Capital, New Holland Construction e Banco Safra e apoio do Circuito Liberdade, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico (Iepha), Governo de Minas e Governo Federal.

Nascido em Belo Horizonte, Marco Antonio começou a estudar música, aos cinco anos de idade, com a educadora Célia Flores Nava. Em 1960, ingressou no curso fundamental de violino da Universidade Mineira de Arte – hoje, Escola de Música da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) –, onde frequentou a classe do professor Gabor Buza. Em 1974, foi admitido no curso de graduação em Regência da Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), estudando sob a orientação do maestro Arthur Bosmans. Paralelamente, continuou o curso de violino com seu antigo professor.

Em 1981, obteve bolsa do governo polonês e seguiu para Varsóvia, onde realizou curso de pós-graduação em regência sinfônica e operística na Academia de Música Frederyk Chopin, estudando sob a orientação do maestro Henryk Czyz. Em 1983, em Weimar, frequentou curso de regência sinfônica com o maestro Kurt Mazur. De volta ao Brasil, assumiu, em 1986, a direção artística do Madrigal Renascentista e organizou a Orquestra de Câmara Sesiminas, da qual é regente até os dias hoje. Retornou à Polônia em duas oportunidades para dirigir orquestras como as Filarmônicas de Walbrzych (1986) e de Szczeczyn (1992).

 

Um dos mais antigos e tradicionais corais de Belo Horizonte, o Coral SESIMINAS carrega uma história que permeia a própria tradição coral do estado de Minas Gerais. Desde a sua fundação em 1953, o Coral atua no cenário artístico-cultural, desenvolvendo, em especial, um primoroso trabalho de formação de público para a música.

Há 10 anos, a Casa Fiat de Cultura cumpre importante papel na transformação do cenário cultural mineiro, ao apresentar, em Belo Horizonte, 30 importantes exposições, de renomados artistas brasileiros e internacionais. A grande arte de Caravaggio, Chagall, De Chirico, Rodin, Tarsila do Amaral e outros pôde ser apreciada e discutida de forma gratuita ao longo dos anos, por todos os públicos, de todas as idades e classes sociais.

Sempre com mostras inéditas, a instituição, mantida pelas empresas do Grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e CNH Industrial, desenvolve um Programa Educativo que é peça fundamental nesse trabalho de valorização e de ampliação do conhecimento proporcionado a seu público. Para cada exposição, são idealizados conceitos e temáticas a serem trabalhados em atividades educativas, em um modelo de Ateliê Aberto, que proporciona aos visitantes um espaço de experimentação livre e de participação nos processos do fazer criativo.

Cerca de 2 milhões de pessoas já visitaram a Casa Fiat de Cultura e mais de 300 mil pessoas participaram das atividades educativas. Para cada público, uma abordagem especial é adotada, com o intuito de encantar e transformar, de maneira positiva, o imaginário de cada visitante. É com esse espírito de envolvimento e inclusão que a Casa Fiat de Cultura tornou-se referência no Brasil, por meio da arte e da cultura, ao proporcionar experiências memoráveis ao público.

Música na Capela de Santana da Casa Fiat de Cultura

26 de março de 2017, domingo, às 11h

Coral Sesiminas

Maestro Marco Antonio Maia Drumond

 

Entrada Gratuita

Espaço sujeito à lotação (80 lugares)

 

Programa

– M. Dias de Oliveira – Domine Jesu

– C. le Jeune – Revecy venir du printemps

– T. L. da Victoria – Ave Maria

– Anônimo – Teresica (Cancioneiro de Upsala)

– A. Bruckner – Tantum Ergo

– J. Brahms – Ruf zur Maria

– R. Thompson – Alleluia

– M. Nascimento – Canção da América

– Folcl. Da Ilha de Páscoa – Opa-opa (arr. Marco Dusi)

– Folcl. Brasileiro – Rosa Amarela (arr. H. Villa-Lobos)

– O. Shimizu – Souran Bushi

– Folcl. Brasileiro – Balaio (arr. H. Villa-Lobos)

– Folcl. Italiano – Merica, Merica

– Folcl. Nordestino – Coco Peneruê

– Folcl. Colombiano – Velo que bonito

– J. Junior e Luiz Antônio – Lata d’água (arr. Marcos Leite)

 

Casa Fiat de Cultura

Circuito Liberdade

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG

Horário de funcionamento: terça a sexta, das 10h às 21h – Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

 

Informações

(31) 3289-8900

www.casafiatdecultura.com.br

casafiat@casafiat.com.br

facebook.com.br/casafiatdecultura

Instagram:@casafiatdecultura

www.circuitoculturalliberdade.com.br

 

Informações para a imprensa

Personal Press

Polliane Eliziário – polliane.eliziario@personalpress.jor.br – (31) 99788-3029

Balklänning Robe De Mariée Robe De Mariée Balklänning