Como Chegar

Bate-papo: Fotojornalismo, história e novas tendências

Fotógrafos falam sobre essência, produção e história da fotografia

 

O Prêmio New Holland de Fotojornalismo, que está na 12ª edição, leva ao público as mais belas imagens do agronegócio sul-americano, mas também a essência da fotografia, sua relevância histórica, processo de produção das imagens e uma profunda discussão sobre a profissão. Essas contribuições serão feitas durante workshop que será realizado na Casa Fiat de Cultura, em Belo Horizonte, no dia 5 de setembro, apresentado por dois renomados fotógrafos brasileiros: Juca Varella e Sérgio Ranalli. A programação, inteiramente gratuita, conta com a palestra “Fotojornalismo, história e novas tendências”, das 8h às 12h, aberta ao público e com espaço sujeito à lotação (80 lugares), e oficinas de fotografia na parte da tarde, com 25 vagas. Para se inscrever é necessário entrar em contato com a coordenação do projeto pelo e-mail contato@manoamanoprojetos.com.

 

Juca Varella

Varella tem 32 anos de profissão, tendo sido repórter fotográfico da Folha de S.Paulo, do Grupo DCI, da Editora Globo, editor de Fotografia do Estado de S. Paulo e gerente de imagem da Agência Brasil, em Brasília. Participou da cobertura das Copas do Mundo de 1998/França e 2002/Coreia-Japão; dos Jogos Olímpicos Sidney/2000; e das visitas dos Papas Bento XVI (2007) e Francisco (2013).

 

Em 2003 Varella foi o único fotógrafo brasileiro a cobrir a Guerra do Iraque, junto com o jornalista Sérgio Dávila, atual editor-executivo da Folha de S. Paulo. O trabalho, que recebeu o Prêmio Esso de Reportagem, foi ampliado com a produção do livro “Diário de Bagdá’’. Retornou ao Iraque em 2005, 2010 e em março de 2013, acompanhando o desenrolar da ocupação americana e os dez anos de guerra. Em 2009 fotografou a situação de fome de comunidades na Etiópia. As fotos estão publicadas no livro “O Mundo não é Plano”, do repórter Jamil Chade, atual correspondente de O Estado de S. Paulo na Europa.

 

Por cinco anos Varella foi repórter fotográfico na cobertura do Palácio do Planalto e do Congresso Nacional. Trabalhou em coberturas internacionais em mais de 30 países. Foi fundador e sócio do Portal Fotos Públicas e ganhou por três vezes o Prêmio Comunique-se na categoria “Repórter de Imagem”, sendo finalista em nove edições. Conquistou o Prêmio CNT (Confederação Nacional do Transporte) e o Prêmio ABAL (Associação Brasileira do Alumínio) na categoria reportagem, além do Grande Prêmio Folha e do Prêmio Folha de Fotografia.​

 

Sérgio Ranalli

Fotógrafo paulistano radicado em Londrina (PR), Sérgio Ranalli é o atual vencedor do Prêmio New Holland de Fotojornalismo, na categoria “Profissional – Geral”, com a foto “O agricultor observa o céu de geada”. Trabalha na área desde 1998 e atualmente é editor de Fotografia do jornal Folha de Londrina. Paralelamente, Ranalli desenvolve projetos autorais de fotografia registrando o homem, a natureza e populações isoladas.

 

Ranalli já venceu o prêmio Porto Seguro Fotografia, hoje chamado de Prêmio Brasil, e foi finalista do Prêmio Conrado Wessel. Também conquistou o primeiro lugar no Prêmio Fiep de Jornalismo – categoria Fotojornalismo e participou de exposições em diversos países da América Latina e na sede da Unesco, em Paris. No Brasil fez quatro exposições individuais: “Áfricas Invisíveis” (Brasília), “Retratos do Haiti” (São Paulo), “Fronteira Invisível” (Londrina) e “Cores da Solidão” (São Paulo).

 

Programação5 de setembro 8h às 12h

Palestra “Fotojornalismo, história e novas tendências”

Entrada gratuita e aberta ao público

Vagas limitadas (80 lugares)

 

13h às 15h

“Fotografia Urbana”

Oficina de fotografia para estudantes

 

“Olhar e Fazer: como ver a fotografia”

Captação das imagens solicitadas em pauta, avaliação e conclusão

Participação gratuita

Vagas limitadas (25 pessoas)

Inscrições: contato@manoamanoprojetos.com

 

Sobre o Prêmio New Holland de Fotojornalismo

O Prêmio New Holland de Fotojornalismo é um projeto cultural apoiado pela Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura e patrocinado pela New Holland e pelo Banco CNH Industrial, com realização da Mano a Mano Produções Artísticas. Em Belo Horizonte, a exposição conta com o apoio da Casa Fiat de Cultura, do Circuito Liberdade, do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico (Iepha), Governo de Minas e Governo Federal. Criado com o objetivo de valorizar o trabalho dos repórteres fotográficos, o projeto passou a premiar também fotógrafos não profissionais — pessoas aficionadas pela fotografia. Inicialmente restrito ao Brasil, o concurso foi ampliado primeiramente para o Mercosul e, ao completar dez anos, para toda a América do Sul, tornando-se um dos mais importantes concursos fotográficos desses países. Além da premiação, o projeto realiza exposições fotográficas itinerantes pelas cidades dos países participantes.

 

Serviço

Workshop do 12º Prêmio New Holland Fotojornalismo

Local: Casa Fiat de Cultura, Espaço Multiuso

Praça da Liberdade, 10, bairro Funcionários

Belo Horizonte (MG)

(31)3289-8900

Data: 5 de setembro de 2017 Programação

Palestra “Fotojornalismo, história e novas tendências”, das 8h às 12h

Vagas limitadas (80 lugares)

Entrada gratuita

 

Oficinas de Fotografia, das 13h às 15h

Vagas limitadas (25 pessoas)

Participação gratuita

Inscrições: contato@manoamanoprojetos.com

 

Mais informações

Assessoria de imprensa do prêmio

Página 1 Comunicação

Luis Fernando Duarte – luisfernando@pg1com.com

(41) 3018-3377 ou (41) 9 9685-5997

 

Coordenação de projeto

Mano a Mano Produções

Schirley Ethel – contato@manoamanoprojetos.com

(41) 9 9967-5036

Balklänning Robe De Mariée Robe De Mariée Balklänning